Vender uma casa na internet – como a destacar e mostrar a potenciais compradores

Explicamos como se poderá e/ou conseguirá dar uso à tecnologia existente no mercado para valorizar um imóvel que está à venda.

Um dos segredos para vender uma casa na internet é promover de forma eficaz e criar um bom anúncio. Mas como é possível dar destaque a uma casa à venda face a tantas outras? Como se poderá e/ou conseguirá dar uso à tecnologia existente no mercado e que, neste cenário de crise pandémica, ganhou ainda mais força? São várias as aplicações (apps) e ferramentas que podem ser um grande aliado dos agentes imobiliários na hora de valorizar o imóvel que têm em mãos e, ao mesmo tempo, mostrá-lo ao potencial comprador, sem que este tenha de sair de casa.

Não é fácil oferecer o mesmo anúncio que a concorrência e torná-lo diferente. O complicado é descobrir que aspetos da casa ajudam a dar mais visibilidade e também a diferenciá-la das demais, tal como explica neste artigo Ana Palacios, workshop manager do idealista.

No idealista acreditamos que quase tudo é possível se te atreveres a experimentar coisas novas e diferentes. Poucas agências possuem atualmente recursos suficientes para criar algo inovador baseado em tecnologia. A maioria desconhece que dispõe de ferramentas que acrescentam valor diferencial aos seus anúncios de venda e permitem chegar ao potencial comprador e visitar os imóveis sem sair de casa.

Referimo-nos aos ‘tours’ 360 e aos dias portas abertas virtuais, ferramentas seguras e eficientes através das quais um anúncio atinge um maior número de utilizadores, gera confiança e difere de outros anúncios de venda, principalmente quando existem restrições de mobilidade e distanciamento social.

Os ‘tours’ virtuais permitem que os compradores vejam os imóveis ao vivo, em tempo real, através fotos e vídeos 3D ou 360º, enquanto tu, como agente, orientas os visitantes pelo imóvel como se estivessem fisicamente presentes. É uma alternativa que nos permite dar continuidade à atividade comercial, aproximando a realidade do utilizador de uma forma nunca antes vista.

Num mercado cada vez mais exigente e competitivo, este tipo de tecnologia e eventos ajudam a filtrar melhor os teus prospetos e tornam-se ferramentas poderosas de captação e venda. Hoje, os compradores preferem ver um vídeo ou um tour 360º de uma propriedade do que fotos estáticas. 

Além de melhorares a imagem da tua marca e de aumentares a tua produtividade, incluir visitas virtuais nos anúncios poupará tempo e dinheiro e ajudará a filtrar os compradores interessados, isto ao mesmo tempo que se evitam visitas e viagens desnecessárias.

Como criar um ’tour’ virtual ‘open house’? 

Cada vez mais empresas oferecem este tipo de serviço, como por exemplo a Matterport, a Floorfy, realísti.co e a Inmovilla. Estas e muitas outras são válidas desde que estejam alinhadas com os teus objetivos. O primeiro passo a ter em conta para criar um tour 360 e organizar uma ‘open house’ virtual para o teu anúncio é escolher a plataforma.

O segundo aspeto a ter em conta é o formato. Existem duas opções diferentes para organizar uma ‘open house’ virtual. Gravação de vídeo e ‘tour’ ao vivo pela casa e ‘tour’ virtual com tecnologia 2d/3d.

Hoje em dia é possível fazer vídeos profissionais e ‘tours’ virtuais com os nossos telefones. No idealista, recomendamos que sempre que possível se contrate um fotógrafo profissional para fazer brilhar e realçar os pequenos detalhes mais atrativos da casa. Se vais tu fazê-lo e tens uma câmera que grava em full HD 4k, é uma boa opção, sendo que também podes usar o telefone, ajustando a resolução de vídeo ideal para o efeito.

Para este formato de gravação de vídeo ao vivo, recomendo que uses luz natural e acendas todas as luzes da casa, que experimentes o microfone e a câmera do telemóvel e, muito importante, grava na horizontal. Usa acessórios ou ‘gimbals’ para estabilizar os movimentos e fornecer um campo de visão mais amplo para os participantes. Cuidado com os reflexos, com os espelhos e faz testes de som para te certificares de que ouves e és ouvido bem. Prepara a casa antes de gravar, como farias numa visita normal. Certifica-te que a visita virtual que vais realizar mostra todos os detalhes do imóvel para que os compradores, ao vê-lo, imaginem que estão a morar ali.

Se optares por um ‘tour’ 360, os clientes poderão desfrutar de uma experiência envolvente, mais personalizada e mais real enquanto os orientas pela casa e respondes a todas as suas questões.

mohamed Hassan por Pixabay
mohamed Hassan por Pixabay

Que software usar? 

Assim que o formato e a plataforma estiverem claros, tens de escolher uma ferramenta para partilhar o ‘tour’ da tua propriedade. Se queres fazer uma videoconferência, gravar ou transmitir vídeos do imóvel, são muitas as hipóteses. Pode optar pelo Skype, Google Meet, Teams, Zoom, Telegram e partilhá-lo no Facebook e Instagram ou no Periscope.

A opção mais recente, que propomos no idealista, é organizar as ‘open houses’ virtuais a partir do CRM do idealista tools. Um CRM não é uma ferramenta de videoconferência, no entanto, no idealista, quisemos ir mais longe para que além de gerires todos os teus potenciais clientes, acompanhamentos e reuniões, possas agendar os teus ‘tours’ virtuais, através da integração da visita por vídeo (videovisita) em tools. Os teus clientes poderão participar na conferência que estás a organizar a partir de seus navegadores, computadores, tablets ou telemóveis.

Quando organizar a minha ‘open house’ virtual?

Recomendamos que sejas flexível, que ofereças um intervalo para comodidade dos clientes e que aproveites as redes sociais. Elas são uma ótima plataforma de marketing, ou seja, usando uma estratégia adequada, podes transformar os clientes potenciais em clientes reais.

E se queres preparar-te para o sucesso, tenta fazer um ensaio pelo menos uma hora antes do direto. Virtual não significa impessoal

Recomendamos que revejas as tuas notas e que faças um ‘tour’ físico pela casa ou com o rato para ajustar e verificar as últimas mudanças. Verifica que está tudo bem com o áudio e com todos os dispositivos que vais usar durante a conexão. Veste-te para a ocasião, lembra-te de sorrir e apresenta-te sempre no início de cada vídeo.

A nossa sugestão, baseada na experiência que temos, é que penses “nisto” como se estivesses a conversar com clientes, e depois deixa que a tua experiência e confiança te guiem. Convida os teus clientes para um café enquanto aproveitam a visita. Usa a tua criatividade para fazer os compradores sentirem-se à vontade durante a visita e guarda algum tempo para responder às perguntas no final de cada visita virtual.

O trabalho não termina quando acaba o ‘tour’. Deves falar com todos os que se inscreveram e deixaram dúvidas ou comentários. Pergunta se desejam marcar um encontro contigo para conhecer outros imóveis, descarrega a ficha do anúncio e envia aos clientes todas as informações sobre o imóvel.

A maioria dos negócios não se concretiza na primeira interação. Este tipo de tecnologia e serviços fazem com que os teus anúncios à venda se destaquem da concorrência.

Não podes ficar parado. Quando se trata de vendas, faz com que os teus anúncios se destaquem dos outros, integrando tecnologia 360 e ‘open houses’ virtuais na tua estratégia de marketing.

Não há dúvida de que a adaptabilidade é a nova vantagem competitiva. São as pequenas coisas e não as grandes que fazem a diferença.

Adotar esses recursos mais cedo ou mais tarde fará com que as tuas capacidades como um agente do século XXI sejam muito mais comercializáveis e que te sintas melhor preparado para o futuro.

Fonte: Idealista

Pedido de Contacto.

HIGIENIZAÇÃO

Na chegada ao local, serão desinfetadas as mãos, antes de iniciar a realização do trabalho.

PROTEÇÃO

Serão usadas luvas de proteção durante o período de recolha das imagens

PROTEÇÃO

Usamos máscaras de proteção para garantir maior segurança durante o trabalho.

DISTÂNCIAMENTO

Praticamos o distânciamento social recomendado pela Organização Mundoial de Saúde.

ARRUMAÇÃO

Não tocamos em qualquer objeto existente no imóvel. Caso seja necessário, será o proprietário a fazê-lo.